“Poltergeist 2015” e o problema dos filmes de terror

O invisível alimenta o terror há décadas. Numerosos filmes confirmam isso e atribuem o mal e o perigo à ação de mortos ou seres espirituais, que invadem a vida de pessoas comuns, destroem e matam.

Desse modo, praticamente todo efeito físico de causa não explicada – movimentos de objetos, pancadas, vozes – fica associado, em nossas mentes, com o mal, gerando medo. “Poltergeist”, um dos clássicos do gênero, ganhou uma releitura, que chega aos cinemas esta semana, trazendo fenômenos que aterrorizam uma família.

Nesses filmes, a manifestação dos mortos é sempre estranha, assustadora. Em geral, ocorre à noite, ou no escuro. Muitas vezes, em um local isolado. E contém alguma intenção maligna. A iluminação, os figurinos, efeitos e trilha sonora são feitos para aumentar a sensação de pavor.

Quando vemos coisas feias, seres horripilantes, disformes, ficamos impressionados pela sua aparência e acreditamos que o feio representa o mal. No mundo espiritual, porém, não é a forma, mas a intenção que conta. A maldade também sabe seduzir e nossos padrões de beleza nos iludem.

Além disso, os fenômenos poltergeist, exagerados e demonizados no filme, não significam perigo, obrigatoriamente. Eles fazem parte das pesquisas paranormais há muito tempo. Acontecem em laboratórios e à luz do dia, e a antiga Parapsicologia os chamava de Psi-Kappa. Acontecem nas casas das pessoas comuns e o Espiritismo fala em mediunidade de efeitos físicos.

Efeitos da mediunidade

Os movimentos de objetos e pancadas existem porque a mediunidade existe. Assim, como as centenas de livros psicografados por Chico Xavier.Só isso.

Muitas vezes, o médium que fornece o ectoplasma necessário aos efeitos físicos, sequer, está consciente de sua participação. São os chamados médiuns involuntários ou inconscientes.

pqr_mmm miniSobre os mortos Calunga, nosso amigo espiritual, escreve em Pensamentos que Resolvem: “Minha gente, os mortos não têm nada demais! É só um bando de passarinhos livres…”

E acrescenta: “Não botem imaginação demais em cima, porque é besteira.” Boa parte das coisas que nos assombram são frutos da imaginação. (Lembrando que isso inclui as preocupações. Muitas delas jamais se concretizam!…)

Ouça também no rádio:

MANIFESTAÇÕES DE EFEITOS FÍSICOS NOS FILMES 

Os apresentadores analisam por que alguns filmes tratam a mediunidade como fato aterrorizante. Afinal, os Espíritos podem nos fazer mal, como é mostrado no cinema?

Programa Universo Espírita – Rádio Boa Nova. Apresentação: Paulo Henrique de Figueiredo, Rita Foelker, Cristina Sarraf e George De Marco

Assista ao trailer oficial de “Poltergeist 2015”:

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

w

Conectando a %s