Inteligência Emocional: entender o que se sente

A inteligência é a principal característica que define o ser espiritual. Somos todos inteligentes, fomos criados com o mesmo potencial e aprendemos a escolher o que fazer com ele.

Uma das principais características da inteligência, por sua vez, é desenvolver-se. E há vários desenvolvimentos possíveis, porque são várias as inteligências. Por isso mesmo, ninguém, exceto uma alma muito evoluída, é altamente inteligente para tudo!

Em geral nós, habitantes da Terra, somos mais inteligentes para lidar com algumas situações e menos inteligentes para outras, justamente aquelas em que ainda ensaiamos os primeiros passos e estamos aprendendo.

A Inteligência Emocional corresponde às emoções e sentimentos, que costumam ser difíceis de entender e complicados de lidar, porque comumente não as observamos e estudamos, a fim de desenvolvê-las e vivenciá-las de modo mais tranquilo e satisfatório.

É comum experimentar estados emocionais como se eles fossem inevitáveis e incontroláveis, o que não é real. Podemos sim, conhecer-nos a ponto de desenvolver atitudes assertivas e positivas, que nos ajudam, não apenas a nos sentirmos bem, como permitem agir melhor e com mais domínio.

Quando não se conhecem e não lidam com o lado emocional, algumas pessoas tentam ignorar o que sentem e que é desconfortável. Mas despendem grande energia e tempo nisso. Algumas tentam driblar o desconforto e adquirem vícios ou manias.

Há, contudo, consequências mais sérias, quando a falta de inteligência de si começa a afetar relacionamentos, profissão, capacidade de lidar com desafios e superá-los, sem falar na própria saúde orgânica.

Os reflexos psicossomáticos aparecem porque emoções negativas, quando ignoradas ou reprimidas, acabam se manifestando na forma de dores e, até mesmo, de enfermidades físicas mais sérias.

Isso pode ser evitado? Sim, pela Educação Emocional. Podemos nos educar para isso.

A imagem em destaque, por exemplo, é de uma atividade dirigida às crianças, onde se busca observar que partes do corpo nossas emoções afetam. Ela é parte de um livro meu, 25 Atividades de Educação Emocional e Intuitiva, Volume 3 da Série Educação Emocional (atualmente esgotado). Dar-se conta de o que sentimos e como isso nos afeta é um modo de começar a tomar consciência e gerar mudanças importantes em nossos padrões de reação emocional.

Segundo afirma Gilberto Ururahy, diretor-médico da Med Rio Check Up, ao jornal O Globo emoções positivas geram saúde. Enquanto isso, “a prática demonstra isso: um quadro de emoções negativas conduz a depressão e outros males — diz ele. — Um dos grandes avanços da psiquiatria foi identificar que o cortisol (hormônio relacionado ao estresse) elevado e crônico é um caminho natural para a morte. Por outro lado, a emoção positiva é a mola da vida.”

Essa percepção e decorrente mudança de padrões de reação emocional é a própria prática da Inteligência Emocional, que todos podemos descobrir em nós e treinar.

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s