A prisão do comodismo

A maior parte das coisas realmente legais só acontece quando a gente corre atrás. Mas correr atrás não significa afobar-se, meter os pés pelas mãos, nem perder o melhor da vida.

Há, sim, esforço, cansaço, possibilidade de desilusão. Mas há surpresas, colheita de ensinamentos e alegria, também. Afinal, é preciso subir o morro para apreciar a vista. Mas tem pessoas que nunca experimentam isso. Elas vivem numa prisão mental chamada comodismo.

Vivemos numa cultura em que ter alguém pra fazer as coisas para si é sinal de status. E isso se confunde, muitas vezes, com poder ter uma boa vida. Quem cresceu em famílias superprotetoras, também se habituou a um tipo de sensação de segurança que pressupõe jamais sair do terreno conhecido.

Repetir os passos dos pais. Fazer o que todo mundo faz. Tudo isso parece um caminho garantido de felicidade. No entanto, isso não os deixa felizes de fato ou traz sensação de realização – apenas cria e sustenta uma atitude interna de conformismo.

Surgem momentos na vida, porém, que representam oportunidades de crescimento e mudança, e são esses momentos que realmente nos fazem sentir vivos, com energia renovada. Correr riscos, mudar de emprego, mudar de cidade, iniciar um novo relacionamento.

Há, então, duas possibilidades: ou assumimos incerteza quanto às circunstâncias, abraçando a confiança em nós mesmos, ou nos apegamos ao estabelecido e reforçamos a prisão em torno de nós, mesmo desmotivados, seguindo a rotina e os velhos hábitos.

Mas não se esqueça de que o comodista também, evitando assumir a responsabilidade de fazer o que sonha ou almeja, renuncia ao que lhe trará real satisfação de viver. Vai tentando ignorar que a gente nasceu pra crescer, amar, evoluir e ser feliz.

Só que não tem jeito de ficar assim pra sempre. Como diz Calunga:

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

w

Conectando a %s