Vencer com justiça, perder com honra

Tem pessoas que acham tranquilo enriquecer tirando o que é dos outros. Na política, o Brasil viu isso acontecer durante anos, porque a política permite não olhar nos olhos de quem você está prejudicando de fato.

Você provavelmente já se sentiu prejudicado por ações alheias.

Mas o Universo tem uma lente perfeita para fatos, intenções, desejos e atitudes. Por isso, roubar no jogo, puxar o tapete, prejudicar o próximo seja como for, são atos registrados com precisão nas leis cósmicas. E sempre vai chegar o momento das consequências.

Por isso, a raiva e o desejo de retaliação são desnecessários. Às mais das vezes, eles apenas nos tiram a paz e o foco.

O medo, a raiva, a solidão e o desespero são guias cegos. A raiva momentânea é um alerta e um lugar de autopreservação; a duradoura, um veneno sutil.

Repisar com ressentimento e julgamentos, assuntos que não progridem, só piora a forma como todos sentem e atrapalha a boa condução dos acontecimentos.

O que quer que aconteça, lembre-se: a jornada é imortal e as palavras são passageiras. O verdadeiro combate é interno. É tão belo perder com honra, quanto vencer com justiça. Porque a meta final é aprender e progredir.

 

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s