Talvez você já tenha se constrangido ao perceber que não estava com a roupa adequada para uma ocasião. Já tenha se sentido inseguro(a) ou deslocado(a), perto de pessoas autoconfiantes e que sabem se expressar.

Essas sensações estão relacionadas com a autoimagem. Autoimagem é como você se vê no mundo. “Sou comum.” “Sou ‘diferentona’.” “Sou invisível.” “Sou respeitada”. “Sou inferior”…

Autoimagem tem forte relação com a sua infância, o modo como as pessoas percebiam e o que destacavam na sua maneira de ser. Mas embora isso ainda possa ter influência na sua vida, a autoimagem é dinâmica, ou seja, ela muda com o tempo. Por que ela é importante? Porque influencia seu comportamento, suas decisões e seu futuro.

Hoje em dia está cada vez mais comum construir uma autoimagem relacionada diretamente ao corpo e às aparências do “ter” e do “ser”. As redes sociais favorecem isso: fotografar bem, estar sempre rindo, caprichar nos looks.

Mas se a autoimagem tem relação com aparência, ela vai muito, muito além dela. Ela vem da coragem das atitudes. Do fluxo predominante de pensamentos. Das formas habituais de se expressar e de sentir. Da energia que você leva aos lugares e relacionamentos, da energia que você coloca naquilo que faz.

Mas atenção, pois ela pode ser influenciada pelo seu comportamento. Se você estabelece metas e nunca consegue cumprir, por exemplo, isso vai minando a sua autoimagem e derrubando a autoestima. Você acaba se desinteressando de sonhar e fazer planos que nunca se cumprem.

E, como uma autoimagem forte e positiva é muito mais que
se vestir adequadamente e gostar do que vê no espelho, experimente seguir essas dicas simples:

1 Seja autêntico(a). Fale o que sente, não diga coisas só para ser aceito ou adequado. Seu sentimento é tão relevante quanto o do outro, não se menospreze. Isso vale para as suas intuições

2 Tenha atitudes. Faça coisas em que acredita e realize sonhos, não fique apenas olhando a vida passar. A sensação de vitória, superação e conquista irão lhe fazer muito bem.

3 Assuma responsabilidades. Cuide de si com carinho, mas cuide de algo mais. De um jardim, de um pet. Das pessoas. A percepção da diferença positiva que você faz na vida de outros seres vai ajudar você se descobrir e se surpreender consigo mesmo(a).

Publicado por ritafoelker

Palestrante, filósofa e jornalista. Escritora reconhecida nos temas: espiritualidade, inteligência emocional e educação, publica livros desde 1992. Faz palestras no Brasil e no exterior, realizando sua formação com Roberto Shinyashiki / Instituto Gente.

Se junte à conversa

2 comentários

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google

Você está comentando utilizando sua conta Google. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s

%d blogueiros gostam disto: