A infância é o tempo de aprender o amor, o carinho e os relacionamentos. E os pais têm muito a ver com isso. Os pais são os primeiros a apresentar, à criança, formas de agir com amor, de falar com respeito, de olhar, não somente o próprio desejo, mas também o do outro.

E quando os pais saem do aconchego doméstico e dirigem pelas ruas, quando vão à padaria e são cordiais com o(a) atendente, com o(a) funcionário(a) do caixa, eles vão apresentando aos filhos, formas de respeitar e tratar bem as outras pessoas. É então que se torna mais visível que, quando as pessoas são boas umas com as outras, o dia e o planeta ficam melhores.

Você não precisa ser uma supermãe, nem o senhor pai incrível, ficar ansioso por não conseguir fazer melhor. Apenas mantenha o foco, não perca as oportunidades. Amar filho ou filha é a coisa mais importante que você tem para hoje.

Mas tem mais. Esse amor pede atenção. Reconhecer as qualidades da criança que está diante de si, reforçá-las para ela. Registrar e explicar-lhe sobre suas atitudes inapropriadas. Mas sem se irritar com ela, porque quando se está aprendendo, precisa-se de orientação, não de broncas.


As principais necessidades básicas de toda criança são invisíveis e não custam dinheiro! Estas são apenas duas, das oito que são explicadas no livro FAMÍLIAS ESPIRITUALMENTE INTELIGENTES! Adquira em preço promocional, até o Dia das Mães. Deixe um comentário.

Crianças precisam aprender a reconhecer a importância e o sentimento do outro – e isso começa com você, quando reconhece a importância do sentimento delas. E se tiver uma visão espiritual da vida, que acalenta e fortalece seu coração, compartilhe com elas, porque elas também precisam dessa confiança e desse apoio, não só hoje, como mais adiante, quando chegar a juventude e a fase adulta.

Uma criança deve ser esclarecida dentro do seu entendimento, ajudada, dentro dos seus limites, na compreensão e vivência da liberdade e da amizade. E igualmente dos seus próprios limites, para que fique claro, não apenas que ela não é o centro do mundo, pois ele é um lugar compartilhado, mas que os sentimentos do outro importam e também que existem riscos que precisamos evitar.

É assim que podemos zelar para que ela cresça saudável de corpo e mente. Quando entendemos que ela não pode ter todas as suas vontades atendidas. Quando entendemos que, em idade escolar, aprender é mais importante que passar de ano e colaboramos com o professor na sua tarefa essencial para o presente e o futuro…

Você não vai conseguir proteger sua criança de tudo. E, se tentar isso, é provável que mais atrapalhe que ajude seu desenvolvimento normal e saudável. Nossos filhos também representam uma parcela imensa de nossa responsabilidade com o planeta e perante o Universo, pela forma como os preparamos para realizar seu propósito de vida. Então não aja como se ele nunca fosse sair debaixo de suas asas. As asas deles são feitas para voar.

Agora, só me falta desejar que você mãe, pai, pãe, que você seja muito feliz nessa sua tarefa tão linda! Espero que você se emocione assistindo ao vídeo a seguir:

_______

Photo by Anna Kolosyuk on Unsplash

Publicado por ritafoelker

Palestrante, filósofa e jornalista. Escritora reconhecida nos temas: espiritualidade, inteligência emocional e educação, publica livros desde 1992. Faz palestras no Brasil e no exterior, realizando sua formação com Roberto Shinyashiki / Instituto Gente.

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google

Você está comentando utilizando sua conta Google. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s

%d blogueiros gostam disto: