Pooh: posse e perda são apenas sensações

Pooh é o meu personagem preferido desde longo tempo. Nem sei desde quando. Há décadas compreendi que A. A. Milne (1882-1956) era um escritor fantástico, comparável a C. S. Lewis (1898-1963) em criar um universo fascinante, independente e próprio, com a diferença de que ele retrata as incontáveis aventuras da infância e dos sentimentos. Essa […]